Como apostar no Beisebol: Saiba analisar os times e mandar bem nas apostas

Conheça cada detalhe para dar o pontapé inicial nas apostas nesse esporte

Diante da popularização dos esportes americanos no Brasil, conseguimos ter uma amplitude ainda maior na hora de apostar online. O beisebol é um esporte bem diferente dos que estamos acostumados, então, vamos explicá-lo para você começar a apostar.

Descobrindo como apostar no beisebol, você ampliará  ainda mais as chances de se divertir e, claro, lucrar com esse esporte. Para darmos início, nada melhor do que entender quais as regras básicas do próprio esporte e, a partir daí, ter base para apostar.

No Brasil, já se consumiam produtos ligados às franquias do beisebol, mas em muitas vezes, as pessoas não conheciam o que estava por trás das marcas. Com certeza, você já ouviu falar ou já viu os símbolos dos Yankees e Red Sox estampados em bonés e roupas.

Primeiros passos no beisebol

Se você é um iniciante na modalidade, vamos a alguns aspectos básicos sobre o esporte. Lembramos que é importante que, ao ter noções de como apostar no beisebol, o apostador precisará sempre estar em busca de entender a modalidade mais a fundo.

Dessa forma, vamos partir da distribuição dos atletas no campo de disputa. Pensa errado quem acha que o esporte é somente acertar a bola com o taco de madeira, há outras coisas importantíssimas que compõem o beisebol.

São duas equipes que jogam, com nove atletas de cada lado. Na divisão feita, existe a distribuição dos jogadores a partir das chamadas entradas (innings). Assim, sempre haverá um time buscando a rebatida, contra aquela que defende.

Cada uma das séries é subdividida ainda no número de tentativas de provocar três “outs” de quem rebate. Porém, no caso de rebatida, o time que conquista tem o direito das corridas nas chamadas bases, que são quatro.

As corridas são progressivas, então o atleta pode conquistar uma base, em uma rebatida dentro do campo de disputa, ou correr as quatro bases, no caso de “home run”, quando a bola é rebatida além do campo, sem possibilidades de defesa ao adversário.

Os jogos se desenham com os números de eliminações, que podem chegar a 27. Diferente da maioria dos esportes, não existe tempo pré-definido de disputa. Assim, algumas partidas podem durar de uma hora e meia até em torno de seis horas, em um grande equilíbrio.

No caso de empate no placar geral, ao fim das nove entradas, são disputadas entradas extras, para que haja o desempate entre as equipes. Esse estilo se assemelha ao basquete e ao vôlei, que não terminam partidas sem declarar um vencedor.

Como apostar no beisebol

jogador de beisebol em ação

Agora que conhecemos sobre a forma como o esporte é disputado, vamos entrar mais a fundo nas questões mais específicas sobre as apostas. Aqui, você descobrirá mais sobre as linhas de apostas que são possíveis e quais os mercados mais jogados.

Existem três formas principais de realização dos palpites. São colocadas como possíveis as apostas lineares, as linhas de ponto e o total de pontos. As apostas lineares envolvem o placar final da partida, usada principalmente no 1X2 (moneyline).

Já as linhas de ponto são aquelas em que se trabalham as médias de diferença entre as equipes, como se faz no basquete e na NFL, por exemplo. As apostas totais consistem no total de corridas em uma partida.

Diante das três formas apresentadas, o apostador deve sempre começar pelas formas mais simples para se habituar com as maneiras de realização dos investimentos. Vamos agora considerar que a maneira de aposta seja nas apostas lineares.

Assim, para obter sucesso e conquistar mais lucro, o apostador passa a se ligar em alguns pontos específicos que vamos destacar agora.

Apostas lineares

Para se defender, os times costumam sempre utilizar do que possuem de melhor nos seus elencos. Assim, aquele que decide apostar deve se basear sempre por dados estatísticos sobre aquele fundamento. No caso, é hora de atentar-se à defesa.

Um bom lançador já pode eliminar as possibilidades de pontos adversários. Para conhecer os melhores, observe os seguintes números: WHIP (Walks Plus Hits per Innings Pitched), IP (Innings Pitched), ERA (Earned Run Average) e WARP (Wins Above Replacement Player).

Entre algumas das estatísticas de ataque a serem observadas, temos como exemplo o PA (Plate Appearances), HRs (Home Runs) wOBA (weighted On-Base Average), Avg (Average) OBP (On-Base Percentage) e ISO (Isolated Power).

Apostas em linha de pontos

Após dominar as apostas lineares, você pode aumentar o grau de dificuldade no investimento. Uma boa pedida é explorar as linhas de pontos. Mas, para isso, é importante ter conhecimentos um pouco mais intensos sobre as jogadas.

Um dos investimentos é o handicap. Ele pode ser muito rentável, se aplicado corretamente. O apostador que escolhe este caminho passa a ter novas análises estatísticas e trabalha, sobretudo, com as chances reais de cada time, baseadas nas odds do evento.

É importante  ter sempre à mão as estatísticas de pontos por partida. Análises de ataque e defesa dão a tônica da sua escolha final. Em um duelo mais equilibrado, é possível, por exemplo, escolher pontos conquistados dentro e fora de casa e por aí vai.

Apostas em totais

Os totais consistem no apanhado geral de corridas ou séries conquistadas na partida em questão. Lembramos que, durante uma partida, são 27 as oportunidades que remetem aos times na marcação de corridas.

Dentro deste quesito, voltamos a colocar as estatísticas de ataque e defesa em evidência. É desse equilíbrio que dá para tentar tirar a média de quanto o time irá marcar e sofrer dentro de um mesmo jogo.

Tudo isso implica em mais conhecimento prévio antes de firmar as apostas. É importante estar atento sobre todos os aspectos e cenários possíveis. Um bom apostador vai além das estatísticas observa detalhes mais específicos, como fatores extra-campo.

Fatores extra-campo

PNC Park - Casa do Pittsburgh Pirates
PNC Park – Casa do Pittsburgh Pirates

Os fatores extra-campo são um dos detalhes que pode fazer você ganhar ou perder dentro na hora de aprender como apostar no beisebol. Há uma preocupação em dois fatores: o clima e o momento dos times e jogadores.

Falando sobre o clima, ele é primordial para o lançador poder traçar a sua estratégia. Um bom arremessador é o cara que se adapta com maior facilidade a diversos tipos de vento. Mas, como assim?

Existem variações de intensidade e de direção dos ventos que interferem na trajetória da bola e no jogador que tentará rebater. Calibrar os arremessos é uma tarefa importantíssima e bastante complexa.

A partir desse fator, o arremessador passa a observar qual a intensidade a direção que precisará impor no seu lançamento.

Vale lembrar ,se o vento estiver a seu favor, isso implica que os lançamentos poderão ser bastante rápidos. Já com o vento contra, mais força precisará ser aplicada para que a bola chegue até a área do rebatedor para dificultar o trabalho do mesmo.

Essas regras também definem como o rebatedor responde aos arremessos. Com o vento a seu favor, há maiores probabilidades de conquistar um Home Run. Já o vento contra pode resultar em corridas mais intensas e dar tempo da defesa se organizar de maneira rápida.

Os principais times do beisebol norte-americano

Tratando de popularidade e, logicamente dos resultados, podemos destacar cinco clubes que costumam sempre brigar pela ponta nos últimos anos.

Lembramos que a ordem abaixo não mede os maiores campeões, mas leva a quantidade de títulos ao lado para mostrar o nível histórico na competição. As escolhas são com base nas análises de resultados recentes, além dos reforços que pontualmente fizeram os times.

1 – New York Yankees (27 títulos)

2 – Los Angeles Dodgers (7 títulos)

3 – Houston Astros (1 título)

4 – Atlanta Braves (3 títulos)

5 – Minnesota Twins (3 títulos)

Claro que seria muito injusto colocarmos somente esses cinco como principais diante de tanta história que a MLB proporciona. Portanto, não deixe de acompanhar outras franquias, que também costumam mexer com as disputas.

O Boston Red Sox é um desses times que costumam ser pedras nos sapatos dos adversários. Também correm pelas disputas de títulos o Washington Nationals e o St. Louis Cardinals.

Existem ainda os times que se mantém como gigantes pela história conquistada, como o São Francisco Giants (oito títulos) e o Oakland Athletics (nove títulos).

É importante conhecer a história e o momento das equipes. Este é o ponto-chave para se dar bem nas apostas. Evite apegar-se somente na tradição das franquias na hora de escolher o seu possível campeão da MLB.

Mercados mais comuns do beisebol

Moneyline

Essa é a maneira mais simples em se realizar apostas esportivas online. Na KTO, você pode acompanhar cada uma das odds oferecidas pelos jogos e cravar o seu palpite. Neste mercado, a única escolha a ser feita é em quem ganha o jogo.

No moneyline, ou ainda 1X2, como costuma aparecer no site da KTO, não é necessário especificar nenhum ponto, como margem da vitória ou quem faz o ponto primeiro. Basta acertar o palpite de quem vence.

Handicap

Como mencionamos, na linha de pontos ou em totais, há a possibilidade de aplicar o famoso handicap. O seu conceito básico é pegar um confronto em que os times possuem desequilíbrio técnico e dar vantagem ao time mais fraco.

Esse exercício faz com que as odds  passem a ficar mais elevadas, gerando um valor de retorno maior do que em uma aposta simples. Claro que, na mesma medida de elevação do lucro, também há elevação dos riscos que se corre.

É importante destacar que as apostas com handicap são muito interessantes se aplicadas da forma correta. Portanto, antes de iniciar, tenha bastante conhecimento e não arrisque valores altos logo de cara.

Primeira Corrida

Diante do que uma partida de beisebol apresenta, há muita emoção para saber qual o time que irá conquistar a primeira corrida do jogo. Isso também implica em apostas que podem ser bem interessantes.

Este mercado é bastante divertido e eleva os riscos. Por isso, a análise dos principais rebatedores é muito importante para que se tenha sucesso nessa forma de apostar no beisebol. Existem jogadores com características específicas. 

Há a possibilidade de rebatedores entrarem “on fire” em campo, enquanto outros precisam de mais tempo para aquecer. Por isso, além das características e dos números dos jogadores, procure sempre analisar o momento de cada um.

Apostas ao vivo

Observação é tudo. O bom apostador é sempre aquele que passa a acompanhar as partidas de perto e, aos poucos, obtém algumas análises somente pela postura dos times e dos jogadores de maneira específica.

A partir daí, o apostador, ao analisar o momento do jogo, pode incluir o palpite de quem irá marcar. Detalhes sobre quem ataca e quem defende no momento poderão dar a tônica da aposta.

Última corrida

O objetivo é acertar qual time pontua por último no jogo. É importante estar ligado no favorito do jogo, que poderá sacramentar o resultado. Dessa forma, olhe sempre qual o jogador escolhido para rebater antes de cravar sua aposta.

Uma boa tática para se dar bem neste mercado, além de tudo, deve-se ter uma análise do bullpen (área de aquecimento) das equipes. Quanto maior a quantidade de bons rebatedores, maiores são as chances de acertar quem marca por último.
Agora que você já conhece o caminho de como apostar em beisebol, que tal fazer uma visita no site da KTO e começar agora mesmo? Não perca a oportunidade de aumentar suas chances de conquistas.

Curtiu o nosso post de como apostar no Campeonato Alemão?

Deixe o seu comentário.